Gandhi é o caminho

Atualizado: Mai 13

Quem acompanha a minha jornada sabe da importância de Gandhi em meu processo de transformação pessoal. Recebi um exemplar da biografia do grande líder político, espiritual e filósofico da Índia pelas mãos da professora Lia Diskin, cofundadora da Associação Palas Athena, em 2006.

Lia Diskin é uma inspiração de vida, não apenas para mim mas para uma legião de seguidores da Palas Athena, onde se formam todos os anos pessoas interessadas em um tipo específico de filosofia: o pensar para o agir. Depois de passar por esse processo, só me interessa pensamentos aplicáveis, que não sejam meros estimulantes mentais, mas que resultem em experiências de vida.


A ideia do filme era fazê-lo em primeira pessoa. Colocar na própria pele a inspiração de Gandhi, sobretudo para explorar aquilo que fica para trás, entre a vontade e a realidade. Isso tudo 10 anos depois de ter realizado mudanças profundas no modo de viver e agir à luz de Gandhi.


Fui conversar com a Professora Lia sobre a ideia do filme e ela de bate-pronto sugeriu que eu conversasse com o ator João Signorelli, ele sim completamente transformado pela presença de Gandhi em sua vida. Isso já faz dois anos. Fiz uma entrevista memorável. Algumas de suas palavras batem como martelo até hoje em minha cabeça.


Ao interpretar Gandhi no teatro, João percebeu que a partir daquele momento não poderia mais mentir. E se comprometeu a cumprir aquilo que prometia. Saí dali inspirado e resolvi colocar em prática ao menos esses dois ensinamentos, simples porém difíceis de realizar.


Um ano depois daquele encontro, convidei Signorelli para ser o “Eu” do Gandhi. Não como um alterego de um diretor em crise, mas como ele próprio, com toda riqueza e profundidade de sua jornada de autoconhecimento. E assim renasceu GANDHI&EU que ora reapresentamos ao público, como um processo criativo.


Caminhamos um bocado desde então, sempre de braços dados com a equipe de pesquisa da Palas Athena, que a partir desse momento se tornou parceira e correalizadora do filme.

Fizemos uma série de encontros com essa equipe, que em breve terei o prazer de apresentar, um a um, a partir dos podcasts que passamos a produzir durante essas conversas sobre Gandhi.


Há um elemento-chave na proposta do filme que se mantém. A jornada de Gandhi na África do Sul, quando ele deixou de ser um advogado da comunidade indiana naquele país para se tornar o grande pensador e líder político responsável pela independência da Índia, sua terra natal.


A proposta é percorrer as pegadas de Gandhi, explorar o seu legado, as iniciativas que foram a força motriz de um movimento que nos inspira até hoje e que no momento atual que o Brasil e o mundo atravessam.


#gandhieeu #gandhi #autoconhecimento #culturadepaz #verdade #propósito #palasathena #liadiskin #joaosignorelli #leonardobrant


21 visualizações
  • Spotify
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook

©2019 | Uma realização Deusdará Filmes e Associação Palas Athena.

DDhorizontal.fw.png